quinta-feira, 26 de abril de 2012

Federação Sindical Mundial


segunda-feira, 23 de abril de 2012

Amanhã várias categorias vão parar em solidariedade aos professores do estado da Bahia

Camaradas,

Repasso para conhecimento e solidariedade...
Amanhã várias categorias vão parar em solidariedade aos professores do estado, que estão sendo atacados de todos os lados pelo governo Jaques Wagner (PT), que mobilizou o judiciário e a burocracia contra a categoria.
Não podemos ficar alheios à luta travada pelos professores e pelos trabalhadores no Estado da Bahia.

Vamos todos à paralisação amanhã.

Abraços,

Milton Pinheiro
 
 

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Professores rejeitam proposta do Governo e anunciam greve a partir do dia 23/04

Cerca de 4 mil profissionais da educação participaram da assembleia estadual, na tarde de hoje, no Centro Sul, em Florianópolis. Todas as 30 regionais do SINTE estavam representadas no ato.
Por unanimidade o magistério rejeitou a proposta do Governo e por maioria decidiu pela greve a partir da próxima segunda-feira, dia 23 de abril.
A decisão foi tomada pelo não cumprimento por parte do Governo do acordo de greve assinado em 2011.
Nesse momento o SINTE SC convoca toda categoria para a construção do movimento em todo o estado, e a mobilização da sociedade, pais e alunos para o apoio a causa.

É greve!! Apoie e participe desse movimento pela Educação Catarinense.
A Educação quer mais venha fazer parte dessa história.

Fonte: http://sinte-sc.blogspot.com.br/
http://pcbsc.wordpress.com/2012/04/18/professores-rejeitam-proposta-do-governo-e-anunciam-greve-a-partir-do-dia-2304/


Nota da Unidade Classista



A LUTA PELO CUMPRIMENTO DA LEI DO PISO DEVE SER PERMANENTE!

Vivemos um contexto de aprofundamento da falta de investimentos na educação. O Governo Dilma segue privilegiando gastos com o pagamento de juros da dívida, investindo apenas 3,18% do orçamento em educação. Em nosso estado os/as trabalhadores/as enfrentam o descumprimento da lei do piso, a falta de um plano de saúde estatal de qualidade e a desvalorização da carreira docente.
O momento é de mobilização e de luta! Mais uma vez os/as trabalhadores/as em educação de Santa Catarina devem se colocar na defesa de seus direitos e da educação como um todo.
O Governo Colombo segue descumprindo a Lei do Piso, aprofundando o achatamento da tabela salarial e enterrando de vez a carreira do magistério catarinense.
Precisamos estar atentos as ações tomadas pelo Governo no sentido de dividir a categoria e enfraquecer a luta. Sem a recompactação da tabela e o pagamento do reajuste de 22% para todos os níveis, todos/as trabalhadores/as sairão perdendo.
Devemos combater o oportunismo dentro do movimento sindical. A base da categoria tem de tomar para si a condução da luta, evitando que os setores cutistas da direção do SINTE enfraqueçam o movimento e o sindicato, através de práticas entreguistas e de conciliação. Temos de repudiar a postura da direção da CNTE que tem defendido nacionalmente a reformulação dos planos de carreira, em uma atitude claramente governista!

10% do PIB para a educação pública!
Pelo cumprimento integral da Lei do Piso Salarial Nacional!
Descompactação da tabela salarial! 22% de reajuste imediato!
Nenhum direito a menos! Por uma educação popular!

unidadeclassistasc@gmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
unidadeclassista-sc.blogspot.com
http://pcbsc.wordpress.com/2012/04/16/nota-da-unidade-classista/

terça-feira, 10 de abril de 2012

Campanha Internacional da FSM de solidariedade à Palestina


imagemCrédito: FSM


Federação Sindical Mundial
Campanha Internacional da FSM de solidariedade à Palestina
Pela libertação imediata de todos os presos políticos reclusos nas prisões israelenses
Estimados companheiros e companheiras,
No dia de hoje, nos cárceres israelenses, há 4.600 militantes palestinos presos. Destes:
560 foram condenados a prisão perpétua pelos tribunais israelenses.
220 são crianças.
24 são Deputados do Parlamento.
204 presos morreram nas prisões israelenses.
Entre os presos há grandes militantes palestinos e árabes que dedicaram suas vidas à luta do povo palestino pela sua pátria independente.
A FSM, desde o primeiro dia de sua criação, está firmemente ao lado do povo palestino.
O 17 de abril é o Dia Internacional de Ação para o povo palestino, pela libertação de todos os presos das prisões israelenses, todos estes militantes encarcerados de maneira ilegal e antidemocrática pelos imperialistas e seus órgãos.
Há anos os organismo internacionais se limitam a palavras. Mostram indiferença. Permitem que o governo de Israel mate, encarcere e aterrorize os habitantes da região.
A Federação Sindical Mundial, em uma reunião conjunta com a GUPW [General Union of Palestinian Women], celebrada recentemente em Ramallah, decidiu fazer um chamado a todos os nossos afiliados e seus amigos para construir o 17 de abril e apresentar declarações nas embaixadas israelenses em seus países, assim como nos organismos internacionais, e exigir a libertação imediata de todos os militantes das prisões israelenses.
Pedimos a todos que atuem, que expressem sua solidariedade ativa da maior maneira possível. Todos juntos, no 17 de abril, reivindicaremos:
-  A libertação imediata de todos os presos políticos reclusos injustamente nos cárceres
israelenses.
-  Que sejam interrompas as atividades dos assentamentos e que estes sejam desfeitos.
-  A suspensão imediata do bloqueio injusto e desumano na Faixa de Gaza, a retirada do exército israelense de todos os territórios ocupados, onde estão desde 1967, incluindo  as Colinas de Golã e a área de Shebaa do sul do Líbano.
-  A demolição do muro racista.
-  A criação de um Estado palestino independente, democrático e verdadeiramente livre, com Jerusalém como sua capital e o retorno dos refugiados palestinos à sua pátria.
-   Que a comunidade internacional cumpra com suas responsabilidades e ponha em prática todas as decisões das Nações Unidas e do Conselho de Segurança!
Enviem suas cartas de protesto, fotos e declarações aos seguintes endereços eletrônicos: mohammad_yahya2007@yahoo.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ,
mohiqn62@gmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ,
international@wftucentral.org Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .
- Conselho de Direitos Humanos da ONU:  civilsociety@ohchr.org Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
- Ministério israelense de Assuntos Exteriores: sar@mfa.gov.il Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
- Alto Representante da UE para Assuntos Exteriores e Política de Segurança:
COMM-SPP-HRVP-ASHTON@ec.europa.eu Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
4/4/2012
O SECRETARIADO